Pular para o conteúdo principal

Não caber, sufocar


Não caber, sufocar
Tem dia que a alma engorda e não serve mais no corpo
Às vezes a culpa é do corpo, que encolhe e não suporta a alma
Acontece também da alma ficar pequenina, em desacordo
Aí então é o corpo que não consegue enxergá-la, esquentá-la
E quando o corpo brinca de mudar de forma, ficar roto?
É terrível, brincadeira sem graça! Um tremendo alvoroço!
Confunde a alma, que parece não saber voltar pra casa, desgarrada
E então, ao se dar conta, feito tonta, você não cabe em si mesma

Maritta Cury

08/08/2016

Foto: Pri Rossignoli

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Umbigo

Caro amigo,
existe um mundo
além do seu umbigo

Maritta Cury


Dia de Abraço

que em apenas um passo
desconstruam-se os erros
e  rodopie meu compasso
que em apenas uma cena,
só por hoje, dia de abraço,
floresça mel e vida na veia

Mulher Maravilha

Suas palavras, breves O poder maior do universo Força suficiente para aquecer um coração Impulso exato para içar um corpo inerte Carinho único que transborda o mundo Afeto com mérito do único respiro do dia Com direito a sorriso e descontração Alma de profunda admiração Só quero te dar um abraço Mãe, minha vida, mulher maravilha Um ser mais forte e presente não há Torço que um dia eu te traga alegria Minha luz de verdade Capaz de animar, aninhar Hoje ainda me carrega nos braços E sei que para sempre me acolherá Amanhã, todas as minhas forças, Para você eu vou dar

Maritta Cury