Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Maio, 2010

Caminhada

Novidade Nova idade Saída Outra vida Perda Esperando encomenda Insegurança Cultivo esperança. Tenho uma crença Salvação Me foi dada inspiração Determinada
Que se abra minha estrada

Maritta Cury

À Minha Mãe

O tempo corre, o tempo passa O tempo não dá nada de graça Aquele tempo que ficou pra trás, É o anúncio de uma vida a mais Talvez de duas ou três – parou por aí? Não, pois já deixou raiz! Três vidas surgidas das tuas brigas Brigas de amor, brigas de dor Brigas e intrigas não são causas perdidas O tempo é o vento Mas sem movimento Não arrasta a massa pra onde bem entender Hesita e traça uma linha que afasta A idéia nefasta A linha do tempo é sempre infinita E a vida vivida é quem a dita As linhas das mãos têm marcas reais Real é a luta, real é labuta Realeza da mãe natureza Realeza de muitos carnavais Esse tempo só traz sentimento Sente, semente, criando gente Plantou e regou três lindas rosas inocentes Incandescentes Raízes fortes tomaram conta desse jardim Rainha, Noé – a sede de cultivar mentes Deixa marca em qualquer curumim
Maritta Cury
Escrito em 2001

Uma música pra hoje....

Clique aqui para ouvir



Beatriz Chico Buarque / Edu Lobo

Olha
Será que ela é moça
Será que ela é triste
Será que é o contrário
Será que é pintura
O rosto da atriz Se ela dança no sétimo céu
Se ela acredita que é outro país
E se ela só decora o seu papel
E se eu pudesse entrar na sua vida Olha
Será que ela é de louça
Será que é de éter
Será que é loucura
Será que é cenário
A casa da atriz
Se ela mora num arranha-céu
E se as paredes são feitas de giz
E se ela chora num quarto de hotel
E se eu pudesse entrar na sua vida Sim, me leva pra sempre, Beatriz
Me ensina a não andar com os pés no chão
Para sempre é sempre por um triz
Aí, diz quantos desastres tem na minha mão
Diz se é perigoso a gente ser feliz Olha
Será que é uma estrela
Será que é mentira
Será que é comédia
Será que é divina
A vida da atriz
Se ela um dia despencar do céu
E se os pagantes exigirem bis
E se o arcanjo passar o chapéu
E se eu pudesse entrar na sua vida